Russas–CE, Quarta–feira, 26 de Julho de 2017

PNBL
PNBL: comea a definio dos aplicativos para a oferta de servios
amaior.png amenor.png anormal.png

Ao longo desse mês de novembro, os responsáveis pelo Centro de Inovação e Computação em Nuvem, formado pelo Serpro, Dataprev, Telebrás, com suporte do Laboratório Nacional de Computação Cientifica (LNCC), vão ouvir os prefeitos das 100 cidades escolhidas para a primeira fase do Plano Nacional de Banda Larga. Eles vão escolher os dois aplicativos que vão dar a largada na proposta de oferta de serviços por demanda no Governo.
"A ideia é ouvir esses prefeitos para que possamos articular um piloto para serviços governamentais. A ideia é colocar em prática esse teste já no começo de 2011", antecipou Cristiano Heckert, diretor de serviços de Rede da Secretaria de Logística e TI do Ministério do Planejamento.
Heckert, no entanto, não quis adiantar quais aplicativos serão colocados para escolha na pesquisa a ser feita com os prefeitos, mas admitiu que haverá relação com sistemas voltados à administração, principalmente, na parte de controle de gastos. Também assumiu que o levantamento tem como objetivo tentar chegar a um consenso com relação ao ponto mais complexo da oferta: o modelo de negócios.
"Definir o que ofertar para os municípios, quais serviços eles de fato demandam e, principalmente, como será feita a remuneração desse trabalho são desafios que se impõem, mas a oferta de produtos governamentais é um fato", acrescentou Heckert, ao ser questionado sobre a possibilidade de os provedores privados virem a questionar a presença do Estado no segmento de serviços na nuvem.
A definição sobre os dois serviços que darão início à oferta de computação em nuvem governamental em 2011 será feita na reunião do Fórum Brasil Conectado, prevista para dezembro, e que terá computação em nuvem como um dos temas debatidos. Nesse encontro, afirma Heckert, serão levados os dados revelados pelas prefeituras.
A escolha das cidades do PNBL foi feita em função, exatamente, desses municípios passarem, no ano que vem, a desfrutar de acesso à infraestrutura de telecomunicação - um calcanhar de aquiles para a oferta de serviços via internet em muitas localidades do país. O Centro de Inovação em Computação em Nuvem foi criado em agosto com o objetivo de delinear as ações do governo na oferta de serviços para a administração federal, estados e municípios.
Computação em nuvem (ou cloud computing, em inglês) é, resumidamente,  o uso compartilhado de recursos existentes em máquinas físicas ou virtuais, acessíveis por meio de uma rede via dispositivos como PCs, notebooks, etc.

Enviado em: 18/11/2010
grupo.png 0 pessoas comentaram

comentario.png Deixe seu comentario
Nome:

Email: (não é obrigatório)

Comentario:

Digite o que está escrito abaixo:

Copyleft© ONG Ação Digital 2012 – versão 2.6

Desenvolvido por Jezmael Basilio & Thalles Robson