Russas–CE, Domingo, 22 de Outubro de 2017

PNBL
Alteraes no PNBL preocupam movimentos sociais
amaior.png amenor.png anormal.png

 

04/05/2011
Publicado dia 03/05, pelo Tele.Síntese

Os ajustes que o Ministério das Comunicações já confirmou como necessários para adaptar a atuação da Telebrás à nova realidade de aperto orçamentário e da decisão da presidente Dilma Rousseff de implantar mais redes regionais para dar velocidade mais alta ao serviço de acesso à internet têm repercutido negativamente entre os movimentos sociais, que apoiaram a reativação da estatal como forma de evitar a dependência ainda maior às teles. A preocupação com o destino do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), inclusive, foi um dos motivadores da campanha “Banda Larga é um direito seu”, lançada no mês passado com a participação de mais de 20 entidades.


Em artigo publicado na ComUnidade Wireless Brasil, a advogada da Proteste, Flávia Lefèvre, o governo insiste em atribuir às concessionárias o papel principal no PNBL, inclusive com a possibilidade de usar os recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) para implantação de redes privadas. Caso isso se efetive, a Anatel não poderá impor regras de compartilhamento destas redes, o que vai acirrar a situação grave de concentração do provimento de serviços no varejo e de suas respectivas infraestruturas no atacado nas mãos de empresas privadas. 


Para Flávia, o governo do PT, que tanto criticou a privatização das telecomunicações em 1998, agora está “com a faca e o queijo nas mãos” para, além de trazer de volta para o Estado o papel preponderante de gerente das redes públicas de telecomunicações, podendo agir em parceria com a iniciativa privada, além de poder retomar a titularidade das redes públicas transferidas para a iniciativa privada, “fazendo cessar a improbidade administrativa perpetrada no governo do PSDB”, escreve.  Ela está convicta que o governo vai perder essa oportunidade.


Além dos prejuízos ao patrimônio público, as entidades temem que essas alterações acabem prejudicando os programas de inclusão social.

Veja também: Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara define subcomissão para acompanhar as ações do PNBL.

 

 

 

Enviado em: 05/05/2011
grupo.png 0 pessoas comentaram

comentario.png Deixe seu comentario
Nome:

Email: (não é obrigatório)

Comentario:

Digite o que está escrito abaixo:

Copyleft© ONG Ação Digital 2012 – versão 2.6

Desenvolvido por Jezmael Basilio & Thalles Robson